BURNOUT: Uma Síndrome Causada pela Sobrecarga no Trabalho

  • Leidyane Cândida Xavier
  • Luciana de Araújo Mendes Silva
Palavras-chave: Esgotamento profissional, Ambiente de trabalho, Prevenção

Resumo

A Síndrome de Burnout é definida por uma exaustão emocional, perda da personalidade e gratificação pessoal reduzida, a qual pode ser provocada em colaboradores que trabalhem em condições de estresse, alta responsabilidade e perfeccionismo. Afeta grande parte da população em vários setores trabalhistas, desencadeando problemas na saúde física e emocional. O objetivo desse estudo foi discutir sobre as principais causas dessa síndrome, relatar as possíveis consequências que podem ser ocasionadas tanto para o colaborador quanto para a empresa e sugerir adequações ao posto de trabalho que minimizem tais consequências. A pesquisa realizada foi uma revisão integrativa da literatura sendo utilizada a base de dados Scielo.org onde foram cruzadas os palavras para busca do material: Burnout x causas e Burnout x consequências. Foram inclusos artigos publicados no idioma português compreendidos nos anos de 2009 a 2018. A partir da busca foram encontrados -se 11 trabalhos, excluindo-se um que apresentava duplicidade, restaram 10 obras para a análise. Por meio desse estudo foram citadas diversas causas e consequências nos níveis físico, mental e social que trazem prejuízo pessoal e profissional para colaboradores e empregadores. A literatura investigada apontou os tratamentos e melhorias que devem ser realizadas no ambiente de trabalho para a prevenção e recuperação dos acometidos. Diante dessa problemática, deve-se oferecer métodos nas empresas que possam precaver a existência dessa síndrome em seus colaboradores para um melhor rendimento profissional, seja com alterações nos métodos de atividades laborais, psicólogos, atividades físicas e um ambiente de trabalho saudável, visando o bem estar de todos e a produtividade para a organização.

Biografia do Autor

Leidyane Cândida Xavier

Graduada em Administração pela Faculdade Cidade de Coromandel (FCC), Especialista em MBA de Gestão de Pessoas e Finanças pela mesma instituição.

Luciana de Araújo Mendes Silva

Doutora em Promoção de Saúde pela Universidade de Franca (UNIFRAN). Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior pela FCC, Especialista em Histologia Humana pelas Faculdades Integradas de Patrocínio (FIP) e graduada em Biologia pela mesma instituição, Docente do Curso de MBA em Gestão de Pessoas e Finanças.

Referências

BENEVIDES-PEREIRA, Ana Maria Tereza; GONÇALVES, Maria Bernadete. Transtornos emocionais e a formação em Medicina: um estudo longitudinal. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 33, n. 1, p. 10-23, mar. 2009. http://dx.doi.org/10.1590/s0100-55022009000100003.

CAVALCANTI, Ismar Lima et al. Burnout e depressão em residentes de um Programa Multiprofissional em Oncologia: estudo longitudinal prospectivo. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 42, n. 1, p. 190-198, jan. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712018v42n1rb20170078.

GOMES, Jorge Filipe. Silva; SOARES, Patrícia. O excesso de trabalho mata ou dá prazer? Uma exploração dos antecedentes e consequentes do workaholism. Psicologia, Lisboa, v. 25, n. 1, p. 51-72, jun. 2011.

MELO, Lúcia Petrucci de; CARLOTTO, Mary Sandra. Prevalência e Preditores de Burnout em Bombeiros. Psicologia: ciência e profissão, Rio Grande do Sul, v. 36, n. 3, p. 668-681, set. 2016. ttp://dx.doi.org/10.1590/1982-3703001572014.

POLETTO, Nelo Augusto et al. Síndrome de Burnout em gestores municipais da saúde. Cadernos Saúde Coletiva, Piracicaba, v. 24, n. 2, p. 209-215, jun. 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201600020005.

SILVA JUNIOR, Francisco Felipe da; MERINO, Eugenio Andrés Díaz. Proposta de gestão do absenteísmo da enfermagem hospitalar: uma revisão sistemática. Acta Paulista de Enfermagem, Florianópolis, v. 30, n. 5, p. 546-553, out. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201700079.

SILVA, Adão Ademir; NORA, Marcelo; OLIVEIRA, Manoela Ziebell de. A função preditora da síndrome de burnout para o turnover nos profissionais de enfermagem. Avances En Psicología Latinoamericana, Rio Grande do Sul, v. 35, n. 3, p. 433-445, 20 set. 2017. http://dx.doi.org/10.12804/revistas.urosario.edu.co/apl/a.3799.

SILVA, Jorge Luiz Lima da; DIAS, André Campos; TEIXEIRA, Liliane Reis. Discussão sobre as causas da Síndrome de Burnout e suas implicações à saúde do profissional de enfermagem. Aquichan, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 144-159, 20 abr. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.org.co/pdf/aqui/v12n2/v12n2a06.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2019.

SILVA, Melani. et al. Burnout and engagement em profissionais de saúde do interior:norte de Portugal. Psicologia, Saúde & Doença, Porto, Portugal, v. 16, n. 3, p. 286-299, 30 nov. 2015. http://dx.doi.org/10.15309/15psd160302.

SOUSA, Ana Rafaela Campos; MOURÃO, Joana Irene de Barros. Gomes. Burnout em anestesiologia. Brazilian Journal Of Anesthesiology, Porto, Portugal, v. 68, n. 5, p. 507-517, set. 2018. http://dx.doi.org/10.1016/j.bjan.2018.04.002.

Publicado
2019-12-20