Jogos e Brincadeiras na Educação Infantil: Caminhos para a Efetivação do Ensino e Aprendizagem

  • Edivane Teófila de Oliveira
  • Maria Juliana Dias
  • Pollyana Abadia Vargas
Palavras-chave: Jogos, Brincadeiras, Intencionalidade pedagógica, Desenvolvimento infantil

Resumo

Jogos e brincadeiras utilizados como recurso pedagógico podem contribuir para o processo de aprendizagem das crianças, especialmente na educação infantil, pois tais recursos aguçam seu interesse, possibilitando, assim, o desenvolvimento global de habilidades imprescindíveis ao processo educativo. O objetivo deste estudo foi compreender como as brincadeiras e jogos contribuem com a Educação Infantil no processo de ensino e de aprendizagem. O presente trabalho foi realizado na forma de revisão da literatura. O estudo evidenciou que os jogos e brincadeiras possuem valor inquestionável no que diz respeito ao processo formativo das crianças; as atividades lúdicas mobilizam o desejo por aprender, permeiam a curiosidade investigativa e aumentam a criatividade, elementos constitutivos para a aquisição do conhecimento. A pesquisa mostrou ainda que as atividades lúdicas, conduzidas de forma intencional, sustentam a construção de novos saberes, uma reconexão com conteúdos e práticas sociais, psicomotoras e intelectuais, potencializando, desta maneira, o ensino e a aprendizagem das crianças. Conclui-se que as indicações metódico-didáticas centradas nos jogos e brincadeiras são estratégias básicas e adequadas para o aprendizado e a experimentação da criança, além de auxiliar as relações com o outro e o desempenho individual oportunizando diferentes vivências.

Biografia do Autor

Maria Juliana Dias

Mestra em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Graduada em Pedagogia pela FCC. Docente do Curso de pedagogia na FCC.

Pollyana Abadia Vargas

Professora no Curso de Pedagogia da FCC - Coromandel-MG. Especialista em Metodologia e Didática do Ensino Superior em 2012 pela FCC. Graduada em Pedagogia no ano de 2009 pela mesma instituição.

Referências

ALMEIDA, P. N. de. Educação lúdica: técnicas e jogos pedagógicos. 5. ed. São Paulo: Loyola, 1994.

BLUMENTHAL, E. Brincadeiras de movimento para a pré-escola: uma contribuição para estimular o desenvolvimento de crianças de 3 a 5 anos. Tradução de: Reinaldo Guarany. Barueri: Manole, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. v. 1-2. Brasília, DF, 1998.

BROTTO, F. Jogos cooperativos: se o importante é competir, o fundamental é cooperar. Santos: ReNovada,1999.

BROUGÈRE, G. Jogo e educação. Tradução de: Patrícia Chittoni Ramos Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

BUSQUETS, P. J. M..; VALLET, M. Maria Montessori. In: SEBARROJA, J. C. (Org). Pedagogias do Século XX. Porto Alegre: Artmed, 2003, p. 26-35. COSTA, E. A. A. et al. Faz-de-conta, por quê? In: ROSSETTI-FERREIRA, M. C. et

al. (Org.). Os fazeres na Educação Infantil. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2007. p. 100-102.

CUNHA, N. H. Brinquedoteca: um mergulho no brincar. São Paulo: Matese, 1994.

FARIA, A. C. E. et al. Método Montessoriano: a importância do ambiente e do lúdico na Educação Infantil. Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery. Juiz de Fora, n. 12. p. 1-21, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://re.granbery.edu.br/artigos/NDY2.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2019.

FERREIRA, A. B. H. Miniaurélio Século XXI: o minidicionário da língua portuguesa. 5. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

FRIEDMANN, A. O direito de brincar: a brinquedoteca. São Paulo: Abrinq, 1975.

______. O direito de brincar: a brinquedoteca. 4. ed. São Paulo: Abrinq, 1996.

KISHIMOTO, T. M. Jogo, brinquedo, brincadeira e educação. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1993.

______. Jogos tradicionais infantis: o jogo, a criança e a educação. Petrópolis: Vozes, 1993.

______. O direito de brincar e suas teorias. São Paulo: Pioneira, 2011.

MONTESSORI, M. Pedagogia Cientifica: a descoberta da criança. Tradução de Aury Azélio Brunetti. São Paulo: Flamboyant, 1965.

MOYLES, J. A pedagogia do brincar. Revista Pátio Educação Infantil, Porto Alegre, v. 7, n. 21, p. 18-21, nov. /dez. 2009.

OLIVEIRA, Z. R. Educação Infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2005.

Publicado
2019-12-20